1. Skip to Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer

UEM e RBL assinam acordo para transferência de tecnologias agrárias

regadio-chokweA Universidade Eduardo Mondlane (UEM) e o Regadio do Baixo Limpopo (RBL) assinaram na última sexta-feira, 21 de Agosto, em Xai-Xai, Província de Gaza, um Acordo de Cooperação para a transferência de tecnologias agrárias melhoradas aos produtores locais.
Trata-se de uma iniciativa que vai fortalecer o produtor local no domínio das tecnologias, permitindo a ligação deste com os outros actores em toda cadeia de valor.
Com este acordo, estudantes da UEM vão realizar estágios no RBL, com destaque para estudantes da Escola Superior de Negócios e Empreendedorismo de Chibuto, da Escola Superior de Desenvolvimento Rural de Vilankulo, da Faculdade de Agronomia e Engenharia Florestal, Faculdade de Veterinária e da Faculdade de Letras e Ciências Sociais, estes últimos para estudos antropológicos.
O RBL possui uma extensa área de cerca de 70 mil hectares para a produção de cereais, leguminosas, hortícolas e desenvolvimento da pecuária. Todavia, prevalecem desafios relacionados com a baixa produtividade e aproveitamento das áreas, perdas pós colheita e o difícil acesso ao mercado de hortícolas, bem como o acesso ao financiamento das campanhas agrícolas.
Por isso, o Presidente do Conselho de Administração do RBL, Armando Ussivane, disse estar ciente de que o Acordo de Cooperação assinado com a UEM possa trazer uma nova dinâmica na região do Baixo Limpopo com impacto na competitividade e sustentabilidade dos sistemas de produção.

Ussivane reconhece o papel que a UEM desempenha nos domínios de pesquisa, extensão e no desenvolvimento de iniciativas incubadoras de ideias de negócios com vista a apoiar a criação de pequenas empresas agrárias e, com isso, tirar-se maior proveito do programa de transferências de tecnologias.
Para o Reitor da UEM, Prof. Doutor Orlando Quilambo, o acordo assinado com é uma resposta à solicitação da Governadora de Gaza, Stela Pinto, no sentido de a UEM estar mais presente e contribuir para o desenvolvimento da província.
Contudo, o Reitor reconhece que as necessidades da Província ainda são enormes. "Por isso, usaremos desta plataforma para servir de placa giratória para um contributo mais significativo e relevante para a província de Gaza", frisou.
Quilambo disse estar esperançado de que as áreas previstas no acordo possam permitir que o regadio do Baixo Limpopo seja um verdadeiro laboratório onde a integração das ciências sociais e exactas encontrem um espaço fértil.
chokwe-couveEntretanto, o Secretário Permanente da Província de Gaza, Samuel Buanar, que falava em representação da Governadora, desafiou as duas instituições (UEM e RBL) a transformarem o produtor familiar em produtor comercial e a integrarem jovens na actividade agrícola, como forma de reduzir os níveis de desemprego na província.
No Regadio do Baixo Limpopo o Reitor da UEM visitou diversos lugares onde decorrem iniciativas locais com vista o incremento da produção. Interagiu com os agricultores locais e agentes locais que comercializam insumos agrícolas.