Maputo acolhe 1º Seminário de Reflexão Sobre o Ensino à Distância

  • Imprimir

reiDecorre hoje e amanhã, em Maputo, o 1º Seminário de Reflexão Sobre o Ensino à Distância (EaD) na UEM, sob o lema "Caminhos para o EaD na UEM, Desafios e Perspectivas". Na ocasião, o Reitor da UEM, o Prof. Doutor Orlando Quilambo, afirmou ser missão da sua universidade proporcionar um ensino de qualidade e expandir o seu acesso, minimizando as assimetrias regionais. O encontro de dois dias pretende discutir de forma conjunta a questão do ensino à distância, bem como encontrar caminhos rumo à melhoria da sua qualidade.

Na circunstância, o Reitor disse que, nos dias que correm o processo de ensino e aprendizagem já não se consubstancia a simples transmissão de informação mas, sobretudo, com a preparação de estudantes para que respondam aos desafios de uma sociedade que exige novos princípios, valores e atitudes.

Na sequência, a Directora do Centro do Ensino a Distância da UEM, Dra. Nilsa Pondja Cherinda, disse estar esperançada que depois do evento estarão criadas condições para o desenvolvimento de uma plataforma na UEM que tenha um entendimento comum mormente a questão do EaD. Espera igualmente que sejam criadas directrizes académicas e de gestão de ensino a distância. A Directora do Centro de Ensino a Distância augura a produção de uma estrutura mais coesa e fortalecida em práticas e procedimentos de ensino à distância na UEM.

A UEM introduziu o ensino à distância, em 2008, com o lançamento do primeiro curso. Volvidos 5 anos, a instituição já identificou algumas linhas que ainda constituem pontos fracos e que, por isso, deverão ser melhoradas. De acordo com a Directora Pedagógica da UEM, a Prof. Doutora Maida Khan, a inexperiência de gestão partilhada dos cursos, a falta de hábitos de produção de material didático para o efeito, o atraso na disponibilização do material a ser usado e a falta de apoio a docência são algumas limitações.

Entretanto, Maida Khan afirmou que o contexto nacional e regional favorece o desenvolvimento do ensino à distância no país com a existência de instituições como o INED (Instituto Nacional de Ensino a Distância), sob tutela do Ministério da Educação e de regulamentos específicos que regulam a actividade do EaD. Outros pontos considerados encorajadores para o desenvolvimento do ensino à distância são o crescente número de utilizadores de ferramentas virtuais, o desenvolvimento de novas ferramentas virtuais em meio virtual e a regulamentação de mecanismos de certificação de garantia da qualidade do ensino à distância, entre outros.
No país, 14 instituições encontram-se actualmente a prover o EaD para um universo de mais 50 mil estudantes inscritos em todo o território nacional.

Actualmente a UEM tem um total de 920 estudantes que se encontram a frequentar os 6 cursos de ensino à distância, sendo 3 de licenciatura e igual número de mestrados.

istanbul escort Hack haber Hack forum Hack forumu
deutsche porn watch izmir rus escort kamagra php bypass shell bahiscomyabancı dizi izleankara evden eve nakliyatevden eve nakliyatankara evden eve nakliyatankara evden eve nakliyatdikmen evden eve nakliyatankara evden eve nakliyatankara evden eve nakliyattukifsekisen iyi forex şirketlerien iyi forex şirketleriAnkara evden eve nakliyat #yaslikurt#betsmovebabes of london Hack haber instagram hackleme sitesi Hack forum