1. Skip to Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer

UEM lança mestrado em Ciências de Nutrição

Mestrado-Nutricao

A Faculdade de Ciências da UEM procedeu, esta quarta-feira, ao lançamento do Mestrado em Ciências de Nutrição no modelo de Ensino Baseado em Problemas (PBL), numa iniciativa que visa formar profissionais capazes de abordar o dilema da desnutrição numa perspectiva multidisciplinar e comunitária.
O mestrado resulta de uma cooperação entre a UEM e as Universidades holandesas de Maastricht e Wageningen, que iniciou em Março do ano 2020, tendo como principal objectivo minimizar a desnutrição crónica que afecta maioritariamente crianças e mulheres gestantes.
Intervindo na ocasião do lançamento do curso, a Vice-Reitora Académica, Prof. Doutora Amália Uamusse, afirmou que, a desnutrição crónica em Moçambique constitui um desafio, afectando actualmente mais de 40 por cento de crianças.
“Por isso, a oferta deste mestrado encontra-se alinhada com as necessidades de prover especialistas que possam auxiliar no desempenho e implementação de políticas, programas e intervenções nutricionais efectivas. A UEM pretende também ajudar o governo na melhoria da actual situação”, disse.
Acrescentou que, este mestrado diferencia-se dos outros, por um lado, pelo facto de ser multidisciplinar, abordando a problemática da alimentação e nutrição, envolvendo diferentes áreas do saber científico. Por outro, pela utilização da metodologia de ensino baseado em problemas, tornando assim o ensino mais centrado no estudante.
“Para enfrentar prolemas de alimentação e nutrição, os consumidores precisam saber precisam saber em que consiste uma dieta saudável, conhecer os efeitos de uma dieta inadequada para a saúde para eles e seus dependentes e serem consciencializados sobre os efeitos negativos da malnutrição”, recomendou.
Por sua vez, o representante da Universidade de Maastricht, Dr. Heinz Greijn, reiterou que o mestrado em Ciências de Nutrição é multidisciplinar, podendo ajudar principalmente estudantes moçambicanos a saberem resolver problemas reais relacionados com a malnutrição.
O evento, que contou com a participação de estudantes, docentes e investigadores de diferentes organizações nacionais e internacionais, serviu também para o debate sobre a situação da alimentação e nutrição em Moçambique.