1. Skip to Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer

CAIRIM treina jovens em técnicas básicas de Arqueologia

CAIRIM

Decorreu recentemente no Centro de Arqueologia e Recursos da Ilha de Moçambique (CAIRIM), unidade da UEM, o curso de técnicas básicas de arqueologia. O curso, que durou seis meses, incluiu formação teórica e prática em estações arqueológicas terrestres e subaquáticas na Ilha de Moçambique, Património Cultural da Humanidade.
O treinamento contou com dez participantes, maioritariamente jovens, alguns deles estudantes da Universidade Lúrio, selecionados através de avaliação documental.
Falando na cerimónia que marcou o enceramento do curso, o director do CAIRIM, Dr. Ricardo Duarte, disse que o treinamento visava dotar os residentes de conhecimentos e técnicas básicas de arqueologia para a protecção do Património arqueológico subaquático e terrestre que esta dispõe assim como dar a conhecer sobre a sua importância.
“Depois da formação, espera-se que os jovens tenham habilidades de assistência aos arqueólogos nas escavações arqueológicas, em técnicas de monitoria de estações arqueológicas subaquáticos e na conservação e registo dos vestígios arqueológicos recolhidos”, disse.
Presente na cerimónia, o administrador da Ilha de Moçambique, Momade Amisse Ali, pediu para que mais jovens raparigas participem em cursos de curta duração e a estarem mais participativos no CAIRIM como monitoras na protecção do património arqueológico subaquático e terrestre da Ilha de Moçambique.
Frisou ainda que os formados devem estar envolvidos no CAIRIM como técnicos básicos de arqueologia de modo a proteger as estações arqueológicas subaquáticas e terrestres na Ilha de Moçambique, Património Mundial da Humanidade.