1. Skip to Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer

UEM analisa formas de cooperação com a CIVIS

civis-00

A Universidade Eduardo Mondlane está a analisar as formas de cooperação multissectorial com a Aliança das Universidades Europeias (CIVIS), com vista a materializar o memorando de entendimento assinado este ano entre as partes.
A informação foi revelada pelo director científico da UEM, Prof. Doutor Emílio Tostão, durante a reunião de planificação das acções de cooperação estratégica, decorrida, recentemente, no Campus Principal.
Explicou que a nova abordagem da União Europeia para a afirmação de parcerias académicas prioriza alianças, sendo a CIVIS uma das primeiras alianças disponível para cooperar com instituições de ensino superior africanas.
“A delegação da CIVIS, composta por sete universidades, discutiu connosco as formas de cooperação nos domínios da investigação, extensão, digitalização, ensino na graduação e pós-graduação, entre outros”, disse.
Explicou que a cooperação com as universidades europeias visa melhorar o trabalho que a UEM vem desenvolvendo nas áreas em destaque, através da troca de experiências e conhecimentos entre os quadros de ambas universidades.
Por seu turno, a Vice-Reitora Académica, Prof. Doutora Amália Uamusse, disse que a iniciativa da CIVIS enquadra-se nos objectivos do Plano Estratégico 2018-2028, inerentes à transformação da UEM em Universidade de Investigação, sendo por isso que vê com bons olhos o memorando assinado este ano com esta agremiação académica.
“Trata-se de um instrumento crucial para o desenvolvimento da pesquisa aplicada e internacionalização da universidade”, explicou.
Para além dos representantes das universidades europeias e membros da CIVIS, a reunião contou com a participação de directores das unidades orgânicas da UEM e pontos focais para as áreas temáticas de actuação.
A CIVIS é uma Iniciativa Universitária Europeia, lançada em 2017, constituída por dez (10) principais universidades de ensino e pesquisa, nomeadamente, a Universidade de Aix-Marseille (França), Universidade Nacional e Kapodistriana de Atenas (Grécia), Universidade de Bucareste (Roménia), Universidade Livre de Bruxelles (Bélgica), Universidade Autónoma de Madrid (Espanha), Universidade Sapienza de Roma (Itália), Universidade de Estocolmo (Suécia), Universidade de Tubinga (Alemanha), Universidade de Glasgow (Reino Unido) e a Universidade Paris Lodron de Salzburg (Áustria), com objetivos básicos de enfrentar os desafios do desenvolvimento sustentável em cinco áreas temáticas, nomeadamente sobre o Clima, Meio-ambiente e Energia; Sociedades, Cultura e Património; Saúde; Cidades, territórios e mobilidade, e Transformações Digitais e Tecnológicas.
Em África, a CIVIS escolheu a UEM como seu parceiro estratégico, e mais outras cinco (5) universidades, nomeadamente a de Cheikh Anta Diop de Dakar (Senegal), Hassan II de Casablanca (Marrocos), de Makerere (Uganda), de Sfax (Tunísia) e de Witwatersrand (África do Sul).