1. Skip to Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer

“Comunicação pública implica a ideia de um Sistema democrático suportada pelos princípios da publicidade”, afirma Prof. Baldissera

1-SComun-02O académico brasileiro, Prof. Doutor Rudimar Baldissera, defendeu que a comunicação pública implica diretamente na ideia de um sistema democrático, suportada pelos princípios da publicidade, crítica, debate e participação, realçando o facto de que quanto maior e melhor for a comunicação, melhor será a participação activa dos cidadãos. Nesse sentido, frisou que as instituições devem colocar a informação à disposição dos cidadãos, porquanto a comunicação prepara os cidadãos para poderem demandar melhores serviços da Administração Pública.
Baldissera falava na qualidade de orador principal no I Seminário de Comunicação Pública onde proferiu uma palestra subordinada ao tema “Comunicação pública, participação e cidadania: Estratégias para uma administração pública mais próxima do cidadão em prol do desenvolvimento”.
O orador assumiu a ideia de comunicação como um processo de construção e disputa de sentidos, uma perspectiva um pouco distinta daquela usualmente usada na área corporativa focada na difusão de informações. Numa perspectiva de democracia deliberativa, o autor afirma que a comunicação pública assume importância por constituir a potência para a participação cívica, uma possibilidade de as pessoas através da comunicação terem alguma intervenção ao nível da vida política, quer do ponto de vista do conhecimento, da informação, de estarem informados sobre aquilo que se passa e, mais importante do que isso, refere, se utilizarem da comunicação como meio para desempenharem um papel para intervirem na própria vida política. “Nossa perspectiva é compreender a comunicação como potência para a participação ampliada, como é que a população através da comunicação consegue a participação ampliada na vida pública do seu país e não apenas do processo eleitoral”, disse.
Na abertura oficial do evento, o Reitor da UEM, Prof. Doutor Manuel Guilherme Júnior, disse que continua a ser um desafio comunicar a ciência para o alcance de todos e não de uma minoria esclarecida, porque a investigação que é desenvolvida é para todos.
“É nosso desejo que os acadêmicos e as instituições aqui representadas façam reflexões e experiências que, no final, ajudem a melhorar a comunicação entre as instituições e os nossos cidadãos em benefício de todos”, afirmou.
O Reitor disse ainda que é cada vez mais decisiva a comunicação nos processos de gestão acadêmica, sendo que não há como gerir instituições nos tempos que correm sem a dimensão da informação.
O seminário de dois dias decorre sob lema “Comunicação Pública nas Instituições: reflexões sobre políticas, estratégias e práticas de comunicação” e tem como objectivo é partilhar experiências sobre de que forma a gestão da comunicação institucional pode melhor server aos interesses da sociedade.
O evento junta estudiosos da comunicação, profissionais, representantes das instituições públicas e privadas, estudantes e académicos no geral.

1-SComun-01

1-SComun-03