Membros dos órgãos colegiais chamados a acarinharem processo de reforma na UEM

  • Imprimir

CUN-2021

O Reitor da UEM, Prof. Doutor Orlando Quilambo, pediu aos novos membros dos órgãos colegiais, nomeadamente do Conselho Académico e Universitário, a acarinharem os projectos de transformação ora em curso na instituição, concretamente as acções que reforçam a pós-graduação, uma investigação intensa e extensa e a internacionalização, tendo em conta que o processo de reformas pode trazer profundas mudanças. Nesse sentido, apelou-os a serem mais abertos para as possíveis mudanças. Por outro lado, pediu apoio dos representantes dos órgãos colegiais para o sucesso da implementação das iniciativas já aprovadas no âmbito do processo de mobilização de recursos.
O Reitor da UEM falava hoje (29/10) na cerimónia de tomada de posse dos novos membros do Conselho Universitário e Conselho Académico.
Aos membros cessantes, destacou a importância da participação destes que não se resumiu no número de documentos aprovados, mas o impacto que estes documentos produziram na vida da UEM, sobretudo, nos últimos anos em que a instituição embarcou no processo de transformação.
Referiu que as políticas aprovadas nos últimos quatro anos são as responsáveis por transformações estruturais na vida da UEM, incluindo a Política Social com a finalidade de melhorar a vida da comunidade universitária. “A história registará algumas inovações que registamos e introduzimos na nossa UEM como resultado do trabalho do nosso Conselho Universitário”, disse.
Entretanto, o Presidente da Comissão Eleitoral aos Órgãos Colegiais, Dr. Mohsin Sidat, garantiu que, no geral, o processo eleitoral decorreu sem sobressaltos. Destacou o facto de pela primeira vez o processo de votação na UEM decorrer nas duas modalidades, presencial e virtual, o que permitiu o aumento do número de votantes.
Na ocasião, os empossados prometeram empenho e dedicação em prol do desenvolvimento e estabilidade da UEM. O Prof. Doutor António Cipriano, pelo grupo dos professores no Conselho Universitário, aponta a qualificação do corpo docente e a contínua melhoria das condições de trabalho como desafios do próximo triênio. Enquanto o Prof. Doutor Daniel Zacarias, pela área das ciências sociais no Conselho Académico, aponta como desafios a apreciação e aprovação de diversos instrumentos no sentido de tornar a UEM cada vez mais robusta nas áreas de ensino, investigação e extensão.
Nas eleições deste ano, foram eleitos a membros do Conselho Académico representantes da área das ciências naturais; área das ciências da vida; área da engenharia e tecnologia; humanidades e artes; e representantes da área das ciências sociais. Ao Conselho Universitário foram eleitos representantes do grupo dos Professores; grupo dos Assistentes; e representantes do Corpo Técnico e Administrativo.