1. Skip to Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer

Maputo acolhe Workshop sobre Protecção e Segurança de Dados

w-proteccao-dados

Maputo foi palco hoje (25/04) do workshop sobre segurança de dados no âmbito do projecto de "Integração da Protecção e Segurança de Dados no Ensino Superior em Moçambique" (Integration of Data Protection and Data Security in HE in Mozambique), com o objectivo de debater sobre o estado da arte e as acções relacionadas com a matéria no país.
O workshop decorreu no âmbito de uma parceria entre a Universidade Eduardo Mondlane (Moçambique) e a Universidade Técnica de Dresden (Alemanha) visando capacitar o país para fazer face aos desafios impostos pela actual era de informação, sistemas e TICs cujas demandas e actividades são exercidas com muito poucos profissionais.
Na abertura, a Vice-reitora Académica, Profª Doutora Amália Uamusse, frisou que o uso indevido da informação ou destruição de dados de valor elevado podem pôr em causa a confiança dos cidadãos e até a soberania dos Estados. Assim, a segurança de dados tornou-se um factor essencial devido a ameaças que hoje se colocam também às liberdades individuais e à privacidade.
De acordo com a Vice-Reitora, devido aos riscos e a vulnerabilidade que as TICs apresentam, nações do mundo inteiro tem vindo a adoptar medidas que possam garantir a segurança dos seus sistemas de informação e redes.
A par de organizações como a ONU, a União Internacional de Telecomunicações (UIT) que abordam sobre a necessidade de os países adoptarem medidas que garantam a segurança das suas infraestruturas de informação, de redes e do ciberespaço, segundo Uamusse, Moçambique tem dado passos significativos na mesma direcção com a aprovação, em 2016, pela Assembleia da República, da Lei das Transações Eletrónicas, entre outras medidas.
Espera-se que a acção de cooperação entre Alemanha e Moçambique assente-se na consolidação de um domínio com potencial para contribuir no avanço e ampliação do conhecimento nos campos da educação, ecologia e da cultura e que incorporem as especificidades de países em desenvolvimento como Moçambique.
O Coordenador do projecto ProSem na UEM, Prof. Doutor José Leopoldo Nhampossa, explicou que o projecto pretende desenvolver e implementar uma nova especialização no domínio da protecção e segurança de dados, no âmbito do actual curso de mestrado em informática, na UEM.
Do lado Alemão, a Prof. Doutora Elke Franz, coordenadora do ProSem na Universidade de Dresden, referiu que além de desenvolver a especialização no campo da protecção e segurança de dados, vai possibilitar a troca de experiências de estudantes que integram o projecto.
Diferentes temas foram apresentados no decurso do workshop sobre Protecção e Segurança de Dados por estudantes e profissionais que actuam nesse ramo da informática. A Doutoranda Martina de Barros disse que Moçambique ainda tem muito que fazer para melhorar o campo da protecção e segurança de dados. Outrossim, Ambrósio Vumo, defendeu a necessidade de criação, no país, de uma entidade fiscalizadora que obrigue as instituições a seguirem os padrões de segurança porquanto quase todos os sites do governo e instituições de ensino superior, por si estudados, não obedecem aos padrões de segurança de dados, recomendados internacionalmente.

Türkçe porno martin luther king jr kimdir