1. Skip to Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer

Ópera marca o encerramento do ano académico na UEM

opera11

Encerrou ontem (14/12), na UEM, o ano académico 2018 com um espectáculo de ópera intitulado "Mwango e Mwanga", uma recriação da obra "Bastien and Bastienne" de Wolfgang Amadeu Mozart, escrita em 1768, e adaptada ao contexto moçambicano.
Tratou-se de uma actuação inédita no país, onde pela primeira vez se realizou uma ópera de Mozart e que juntou no mesmo palco estudantes e professores de teatro e música da Escola de Comunicação e Artes (ECA).
A adaptação da obra "Bastien and Bastienne" ao contexto moçambicano implicou algumas mudanças como a troca de nomes para Mwango e Mwanga e da alteração do contexto geográfico de uma cena que acontece numa aldeia europeia para uma cena que passa a desenrolar-se numa aldeia de Cabo Delgado, de onde vem os nomes Mwango e Mwanga.
opera00Para o Reitor da UEM, Prof. Doutor Orlando Quilambo, a realização do espectáculo vem realçar o comprometimento da UEM com as artes. "Encerrar o ano académico com um evento desta natureza e magnitude significa reconhecer a cultura enquanto dimensão fundamental do ser humano", disse.
No evento, Quilambo destacou as principais realizações da universidade ao longo do ano académico 2018. Dentre eles, a realização do VII Seminário Pedagógico que recomendou o incremento da iniciação científica, o desenho do modelo de monitoria pedagógica baseado em indicadores de avaliação pedagógica e a formação de docentes. Disse que 182 docentes foram submetidos a formação pedagógica.
Destacou a aprovação, este ano, de mais cursos de mestrado e doutoramento que, segundo disse, trata-se de uma condição essencial para o crescimento da investigação na UEM e no país, sendo que, no mesmo período houve um aumento progressivo do número de projectos de investigação na ordem de 9 por cento.
Mencionou a realização da X Conferência Científica que registou mais de mil inscrições, das quais mais de 500 com resumos aprovados. Ao nível da extensão universitária, Quilambo destacou os resultados alcançados no Distrito Municipal Kanyaka, o projecto Kayaclínica e a implantação de centros de recursos em Sábie e na Ilha de Moçambique.
No campo das infraestruturas, Orlando Quilambo fez menção a projectos de extensão da rede elétrica, iluminação e abastecimento de água no campus principal, a reabilitação de edifícios e o acompanhamento das obras de construção do Centro Cultural Moçambique-China, do edifício da ECA e do Instituto Confúcio.
Na área financeira, segundo o Reitor, a cooperação e parceria com outras instituições "abre uma nova página da UEM através da Estratégia de Mobilização de Recursos, através da qual a Universidade dá a conhecer de forma estruturada e interactiva as iniciativas empreendedoras," frisou.
O espectáculo "Mwango e Mwanga" teve cerca de 60 minutos de actuação e envolveu mais de 40 pessoas entre músicos, atores e equipa técnica. Destes, os artistas principais foram Horácio Guiamba (Mwango) Joana Balango (Mwanga) e Dadivo José (Nyanga).
Foi uma produção da Direcção de Cultura, da ECA e do Centro de Comunicação e Marketing da Universidade Eduardo Mondlane. Contou com a direcção musical de Feliciano de Castro, Consultoria Vocal de Stela Mendonça, encenação de Venâncio Calisto, Cenografia e Figurinos de Sara Machado, Coreografia de Dadivo Combane e Direcção Geral de Vitor Gonçalves.

operas-f4y

 sakarya escort sakarya escort sakarya escort sakarya escort sakarya escort sakarya escort webmaster forum php shell indir افضل شركات الفوركس المرخصة و الموثوقةkonya escortbalıkesir escorthttps://www.promosyonbank.com/https://www.promosyonbank.com/betistزراعة الشعر في تركيازراعة الشعر في تركياkamagra1xbet girisaydın escorttarsus escortşişli escortsilivri escortselçuklu escortavcılar escort antalya escort antalya escort antalya escort halkalı escort anadolu yakası escort beylikdüzü escort fındıkzade escort atakoy escort findikzade escort findikzade escort şişli escort zort domuz tavuk