1. Skip to Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer

UEM e IPEAD desenham estratégias para cooperação académica e científica

cea-bolivarA Universidade Eduardo Mondlane, através do Centro de Estudos Africanos (CEA), e o Instituto de Pesquisas Estratégicas sobre África e sua Diáspora (IPEAD), da Venezuela, manifestaram hoje (27/02), em Maputo, através da Carta de Compromisso, o interesse para estabelecer uma Agenda Conjunta de Trabalho para planificar e executar, na ordem académica, científica, cultural e de pesquisa, em prol do fortalecimento das relações entre os dois Estados e povos.
Através da Carta ora assinada, as duas instituições académicas partilharam as aspirações de co-ajudar a formação de homens e mulheres identificados, sensibilizados e comprometidos com os maiores valores de solidariedade, justiça, liberdade, independência e união, a partir do reconhecimento do legado de África para a humanidade, de raízes africanas e das possibilidades de construir, a cada dia, um mundo sem discriminação, racismo e xenofobia.
Afirmaram igualmente a importância do papel das duas instituições para contribuir na consolidação de um espaço académico, cientifico e cultural no qual o Sul-Sul se expresse nas suas várias dimensões e complexidades, alegando a identidade dos povos africanos, da América, do Caribe e da diáspora dos descendentes de africanos, no espírito comum de unir esforços para superar a colonização nas suas várias dimensões e formas de manifestação.
A vice-Reitora Académica da UEM, Profª. Doutora Amália Uamusse, que testemunhou o acto, manifestou o anseio de que o acordo estabelecido possa contribuir para a materialização de um dos objectivos estratégicos plasmados no recém-aprovado Plano Estratégico da UEM, que consagra a internacionalização desta instituição do ensino superior.
Para o Embaixador da Venezuela em Moçambique, Marlon José Peña, que também assistiu a cerimónia, o feito constitui uma conquista histórica na diplomacia de paz e na diplomacia bolivariano do governo venezuelano e na área de ensino superior, um dos pilares importantes para o desenvolvimento dos dois países.
Discursando momentos após assinar o compromisso, o director do CEA, Prof. Doutor Carlos Arnaldo, referiu que o compromisso poderá contribuir para que os investigadores das duas instituições possam ter maior intercâmbio académico e científico, “facto que contribuirá para o fortalecimento da nossa internacionalização”.
Por seu turno, para o Presidente do IPEAD, Professor Reinaldo José Bolivar, a realização configura um grande passo nas relações dos dois países e instituições pois, para além de abrir caminho para ensino e pesquisa académica para os investigadores das duas entidades, irá aprofundar um mútuo conhecimento da história e das potencialidades dos dois povos.
Antes do estabelecimento do compromisso, o Professor Reinaldo Bolivar manteve um encontro de cortesia com o Magnifico Reitor da UEM, Prof. Doutor Orlando Quilambo, no qual abordaram alguns aspectos importantes sobre a pertinência do estabelecimento de relações entre as duas instituições ao serviço dos mais altos valores da humanidade.
O itinerário do Professor Bolivar incluiu a visita das instalações do Centro de Estudos Africanos, onde se inteirou da dinâmica do seu funcionamento, visita esta que culminou com a realização de uma palestra à Comunidade Universitária e ao público em geral com o tema “A solidariedade e Amizade entre os Povos do Sul”.

cea-bolivar-reitoria