1. Skip to Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer

Mulheres empreendedoras capacitadas em Biotecnologia e Biociências

mulheres-empreendedorasInserida na iniciativa regional de Biociências designada "SANBio FemBioBiz", a formação abrangeu 11 mulheres moçambicanas que empreendem nas áreas de Biotecnologia e Biociências e tevelugar nos dias 08 e 09 do mês em curso no Espaço de Inovação da Universidade Eduardo Mondlane (UEM), com o objectivo de fomentar o estudo, desenvolvimento e inovação nestas áreas de conhecimento em Moçambique.
A capacitação visou, igualmente, despertar o interesse de Pequenas e Médias Empresas (PMEs) na área de Biotecnologia, bem como aumentar a empregabilidade de mulheres moçambicanas através do empreendedorismo e permitiu a interação e a partilha de experiências entre as participantes provenientes das diversas empresas e de diversos intervenientes estrangeiros.
Financiada e assessorada tecnicamente pelo governo da Finlândia, a capacitação é implementada pelo Centro Nacional de Biotecnologia e Biociências, em estreita colaboração com a DEV Moçambique em parceria com a NEPAD SANBio e apoiada pelo Programa BioFISA II.
Falando na cerimónia do encerramento da formação, a Vice-ministra da Ciência e Tecnologia, Ensino Superior e Tecnico Profissional, Profa. Doutora Leda Hugo, disse estar expectante que a capacitação, ora terminada, tenha estimulado e encorajado o surgimento de novas indústrias e empresas que farão a interligação entre a pesquisa e inovação com o sector produtivo nacional com vista a melhoria da produção e da produtividade.
A governante espera do mesmo modo que com a formação, Moçambique, um território com uma rica biodiversidade, esteja na dianteira da valorização dos recursos biológicos que "nos obriga a uma urgência na formação do capital humano especializado" e a implantação de infra-estruturas dotadas de capacidades para o desenvolvimento da pesquisa, da inovação e de soluções científicas baseadas na Biotecnologia.
Enfatizou que a Biotecnologia e as Biociências são importantes para a melhoria dos cuidados de saúde; para o desenvolvimento da indústria; para a sustentabilidade ambiental e para o alcance de soluções a curto e médio prazo para os desafios de desenvolvimento dos sectores de agricultura, saúde, pescas, ambiente com realce para os recursos marinhos e florestais.
A Vice-reitora académica da UEM, Profa Doutora Amália Uamusse, congratulou aos organizadores e parceiros do evento pela oportunidade que conferiram à esta prestigiada instituição do ensino superior em Moçambique para hospedar o evento e mostrou abertura à futuras parcerias nestas e noutras actividades de interesse para a UEM e para o país, no geral.
Para a embaixadora da Finlândia em Moçambique, Laura Torniven, a iniciativa é importante para o seu país pois se enquadra na sua política de cooperação para o desenvolvimento e do apoio ao sector privado e para a criação do emprego e da equidade de género.
A diplomata espera que o curso abra novas perspectivas para o desenvolvimento de novas ideias de fazer negócios nas áreas de Biotecnologia e Biociências numa altura em que a segurança alimentar ainda continua um grande desafio para Moçambique.
Lembrou aos presentes que o evento acontece numa altura em que a Finlândia completa 100 anos da sua independência e os 40 anos de cooperação formal com Moçambique.
Na ocasião foi premiado em cerca de dois milhões de meticais, o melhor projecto inovador na área de Biotecnologia que consistirá na redução dos níveis de colesterol nos frangos através da alimentação desses frangos com base na casca de banana transformada para o efeito.
O representante da GAPI (instituição financeira para o desenvolvimento), Francisco Souto, explicou que o projecto vencedor responde cabalmente aquilo que o governo de Moçambique procura, que é melhorar a qualidade de alimentação e por corresponder com as políticas e estratégias da entidade financiadora da formação.
Refira-se que Moçambique começou a fase de direcionamento das linhas de pesquisa da Biotecnologia em 2011, através do início de implementação do Programa Nacional de Biotecnologia (PNB), que promoveu acções estruturantes à investigação científica, o desenvolvimento de produtos e serviços de valor acrescentado e estabeleceu normas e regulamentos para a sua aplicação como instrumento de transformação económica e social bem como para a conservação e gestão sustentável de recursos biológicos e da biodiversidade do país.

Hacklink Shell indir tuzla escortpendik escortkurtkoy escortinstagram takipci satin alkartal escortinstagram takipi hilesiinstagram takipi hilesisirinevler escortistanbul escortbeylikduzu escortistanbul escortataky escortumraniye escortiptv serverinstagram takipci satin almaltepe evden eve nakliyatbedava pornosex izletrk siki?konulu pornotuzla escortporno filmmilf olgun pornescort beylikduzuesenyurt escortistanbul escortbahis siteleripendik escortporno?zmir Escortside escortalanya escortkamagra jelraf sistemleripaslanmaz rafpornopornojigolo sitesi Hack Forum Hack Forum Hack Forum Hack Forum Hack Forum Hack Forum Hack Forum Hack Forum Hack Forum Hack Forum Hack Forum Hack Forum Hack Forum Hack Forum Hack Forum Hack Forum Hack Forum Hack Forum Hack Forum Hack Forum Hack Forum Hack Forum Hack Forum Hack Forum Hack Forum Hack Forum Hack Forum Hack Forum Hack Forum Hack Forum Hack Forum Hack Forum Hack Forum Hack Forum Hack Forum Hack Forum