1. Skip to Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer

Extensão e inovação

Mais de 2 mil pacientes diagnosticados com Tuberculose pelo Programa APOPO

APOPOTrata-se de um projecto de “Detecção acelerada de casos de Tuberculose (TB)", que durou 4 anos e implementado em diferentes unidades sanitárias da Cidade de Maputo com recurso a ratos gigantes africanos, especialmente treinados para reconhecer, nas amostras de escaros, o cheiro particular dos doentes com tuberculose, levado à cabo pela Universidade Eduardo Mondlane (UEM), em parceria com o Ministério da Saúde e a organização Belga APOPO e financiado pelo governo de Flandres.
Num seminário realizado ontem, 22 de Março, em Maputo, e que tinha em vista a divulgação dos resultados das duas primeiras fases do programa e definir as bases da nova proposta recolhendo os subsídios das diferentes instituições e parceiros envolvidos, o gestor do APOPO Moçambique, Dr. Emilio Valverde, fez saber que nos 4 anos, dos 72 mil pacientes avaliados, 36.100 eram suspeitos sendo que 5 mil foram diagnosticados nas unidades sanitárias e 2.500 pelos laboratórios do APOPO, representando um aumento da taxa de detecção avaliado em 50%.
Explicou que os ratos indicam as amostras que tem o cheiro particular do vírus e “nós pegamos nessas amostras e as verificamos com as tecnologias de ponta para que dessa maneira possa se evidenciar e diagnosticar a presença do bacilo de TB por forma a iniciar o tratamento”, disse, acrescentando que o paciente vai a uma unidade sanitária para uma consulta com o pessoal clínico e esses profissionais por suspeitarem que esse paciente possa ter TB, envia-o para o laboratório para realizar a baciloscopia.
“De seguida pegamos essas amostras enviadas a baciloscopia e as trabalhamos com os ratos. A unidade sanitária faz primeiro a baciloscopia e nós depois reverificamos as amostras e encontramos algumas que as análises não conseguiram diagnosticar”, explicou.
Disse ser mais-valia a detecção da TB através de ratos, primeiro, por serem mais sensíveis, se comparados com a microscopia e, segundo, por serem muito mais rápidos e mais baratos sendo que um rato pode avaliar cerca de 100 amostras em menos de 10 minutos, meta esta que um técnico só alcança em quatro dias.
Discursando na ocasião, a Vice-Reitora Académica da UEM, Profª. Doutora Amália Uamusse, referiu que a realização do seminário acontece numa altura em que a UEM inicia a implementação das linhas de investigação em resposta a “nossa política de investigação” sendo que a saúde constitui um dos eixos fundamentais para o desenvolvimento dos programas de pesquisa e de pós-graduação bem como extensão universitária.
Uamusse é do entendimento que sendo a TB um problema de saúde pública, o combate contra essa epidemia com base na investigação e na extensão universitária, a inserção de docentes, estudantes e investigadores na procura de formas para potenciar a identificação de terapias rápidas e eficazes evitando a resistência e promovendo a sensibilização da população na adesão ao tratamento deve ser assumido como prioridade ao nível das faculdades, escolas e centros especializados de investigação.
Refira-se que o projecto, actualmente em segunda fase, termina em Abril próximo, e diferentes parceiros manifestaram interesse na continuidade dos trabalhos sendo que a proposta ainda em preparação para essa nova fase do programa, contém três componentes principais que passam pela continuação das operações de rotina; intervenções na área comunitária e actividades de investigação como complemento e apoio aos programas de formação de investigadores da UEM.

bedava porno rokettube porno 92

bedava porno bedava porno sex izle hd porno türk sikiş

bedava porno rokettube porno 92

hızlı ve öfkeli 8