1. Skip to Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer

Organização da UEM

 A Universidade Eduardo Mondlane é uma instituição pública de âmbito nacional e a mais antiga instituição de ensino superior em Moçambique. Foi fundada a 1 de Maio de 1976, altura em que o Presidente Samora Moises Machel atribuiu a esta Instituição o nome de Universidade Eduardo Mondlane, em homenagem ao relevante papel histórico representado em Moçambique pelo Doutor Eduardo Chivambo Mondlane. É ainda em sua homenagem que o dia 20 de Junho, data do seu nascimento, é comemorado como o dia da Universidade Eduardo Mondlane.

A Universidade Eduardo Mondlane desde cedo se assumiu como uma universidade nacional, tendo-se concebido uma política que garantisse a equidade de acesso a estudantes oriundos das diversas regiões do País e procurando-se preservar e aumentar a presença feminina na Instituição.

É uma instituição pública de ensino superior dotada de personalidade jurídica, e goza de autonomia científica, pedagógica, administrativa e financeira.

Por ela passaram muitas gerações de jovens que hoje desempenham funções e actividades nas mais diversas esferas de actividade, desde sectores sociais, económicos, até políticos, quer a nível nacional, regional, bem como internacionalmente.

A história da Instituição, desde a sua criação, reflecte os períodos da história do país, que influenciaram e determinaram o processo de ensino, de investigação e de ligação à sociedade, desde a definição de perfis profissionais a nível da formação até ao tipo de investigação a priorizar.

Desde a sua criação como Universidade Eduardo Mondlane, esta Instituição já foi dirigida por cinco Reitores, de acordo com a seguinte tabela:

Reitor

Período em exercício

Fernando dos Reis Ganhão

1976 – 1986

Rui Baltazar dos Santos Alves

1986 – 1990

Narciso Matos

1990 – 1995

Brazão Mazula

1995 – 2007

Filipe José Couto

2007 – 03.06.2011

Orlando António Quilambo

03.06.2011 à presente data

 

Hoje, a Universidade Eduardo Mondlane insere-se num contexto social de economia de mercado, e de uma pluralidade de instituições de ensino superior.

No fim da década de 90, a Universidade empenhou-se pela primeira vez num processo de planificação estratégica, envolvendo toda a comunidade universitária e largos sectores da sociedade civil, resultando daí o primeiro plano estratégico da instituição, para um período de tempo de 5 anos – 1999-2003. O plano resultou ambicioso e não foi possível cumpri-lo na íntegra. Contudo, e dada a existência deste plano, a instituição cresceu, realizou um processo profundo de reforma curricular, aumentou o número de ingressos e de cursos oferecidos, criou novas escolas Escolas Superiores e Faculdades e desenvolveu um programa de formação e de pós-graduação do seu corpo docente e técnico-administrativo, entre outras actividades.

VISÃO
Ser uma universidade de referência nacional, regional e internacional na produção e disseminação do conhecimento científico e na inovação, destacando a investigação como alicerce dos processos de ensino-aprendizagem e extensão.


MISSÃO
Produzir e disseminar o conhecimento científico e promover a inovação através da investigação como fundamento dos processos de ensino-aprendizagem e extensão, educando as gerações com valores humanísticos de modo a enfrentarem os desafios contemporâneos em prol do desenvolvimento da sociedade.


OBJECTIVOS

Para cumprir esta missão, a UEM deve nortear-se pelos seguintes princípios e propósitos:

1. Gestão eficiente num contexto de autonomia universitária;
2. Prática democrática, respeitando a independência intelectual e a liberdade académica;
3. Desenvolvimento, valorização e utilização racional dos seus recursos, tanto humanos como materiais;
4. Adequação constante dos curricula aos avanços da ciência e da técnica e à realidade nacional e regional;
5. Reflexo das necessidades e perspectivas nacionais e regionais de desenvolvimento nas actividades de investigação, extensão e ensino;
6. Aumento do número de ingressos e das taxas de sucesso escolar e de graduação, através do desenvolvimento de novos métodos de ensino e de avaliação;
7. Apoio e cooperação com outros níveis do sistema nacional de educação;
8. Garantia de equidade em todas as acções com respeito pela diversidade cultural, étnica, racial, religiosa e de género;
9. Que a condição económica e social não constitua limitante ao acesso aos seus cursos;
10. Promoção da educação cívica, ética e social;
11. Promoção do espírito académico, crítico e científico, bem como do brio profissional;
12. Intensificação da ligação e da cooperação com o sector produtivo nacional e com a comunidade;
13. Fortalecimento e alargamento da cooperação regional e internacional.

organograma.png

 Shell indir passion dubai escortistanbul escortkameral? sohbetkameral? sohbetestrogenolittuzla escortpendik escortkurtkoy escortKurtky escortinstagram takipci satin alporn moviesporn videosporn videoskartal escorttwitter takipci albahis sirketleriSteroid Fiyatlar?instagram takipi hilesiinstagram takipi hilesijigolo sitesipaykasaastropaypaykwikbedava bahissirinevler escortistanbul escortbeylikduzu escortistanbul escortataky escortumraniye escortKartal escortbakirkoy escortiptv serverinstagram takipci satin albahis siteleriescort istanbulmaltepe evden eve nakliyatizmir escortizmit escortsirinevler escortbedava pornosex izletrk siki?konulu pornotuzla escortporno filmmilf olgun porn  maltepe escort pendik escort dul bayanlar jigolo sitesi kurtkoy escort tuzla escort kartal escort Kamagra Jel instagram takipçi hilesi kaçak bahis jigolo olmak istiyorum olgun dul bayanlar istanbul jigolo sitesi seks hikayeleri jigolo ilan rokettube hd porno brazzers porno sex izle sex izle porno instagram takipçi kumbağda pansiyon kumbağ pansiyon rokettube side escort side escort side escort side escort escort beylikdüzü konya sınırsız escort türbanlı porno türbanlı porno xxx xxx porn xxx porn hd film full film izle bedava porno rokettube
Hızlı ve Öfkeli 8 Karayip Korsanları 5 Arabalar 3 Şirinler 3 Yenilmez 4